EN | PT

COFCO International agora integra plataforma do Consórcio Cerrado das Águas

 Empresa global do agronegócio junta-se ao CCA e as demais empresas e instituições para combate às mudanças climáticas no Cerrado Mineiro.

Patrocínio-MG, abril de 2021. Desde março o Consórcio Cerrado das Águas (CCA), plataforma colaborativa que une setores como empresa, governo e sociedade civil para promoverem, conjuntamente, ações e esforços para a preservação e conservação ambiental; comemora a inserção da COFCO Internacional em sua plataforma colaborativa.

A empresa global do agronegócio juntou-se às demais integrantes para somar esforços à iniciativa pioneira que une-se aos cafeicultores da bacia do Córrego Feio, no município de Patrocínio-MG, no Cerrado Mineiro para preservar os recursos naturais, combater às mudanças climáticas, cuidando desta importante bacia que é a principal fonte de abastecimento hídrico do município referência na produção de café.

Assim, a COFCO passa a ser uma das empresas associadas, juntando-se àquelas que unem-se a este propósito como: Nescafé, Expocaccer, Nespresso, Lavazza, Cooxupé, bem como às instituições apoiadoras como Federação dos Cafeicultores do Cerrado, CerVivo, Imaflora e IEB – Instituto Internacional de Educação do Brasil. 

“Ao aderir ao Consórcio, a COFCO International se junta a outras empresas da cadeia do café no papel de estruturar e financiar essa importante iniciativa em prol da sustentabilidade do Cerrado”, afirma Alexandre Chen, trader manager da COFCO International. Para o executivo, a adesão ao CCA é a comprovação de que empresa está sensível aos impactos que as mudanças climáticas representam nos campos e na produção de café. “A COFCO reconhece o papel relevante de fornecedor de matéria-prima que o Cerrado Mineiro desempenha na cafeicultura e acredita que esse apoio gerará impactos ambientais e socioeconômicos positivos na região”, finaliza o executivo.

Para Gláucio de Castro, cafeicultor e presidente do CCA, a adesão da COFCO demonstra que “iniciativas do Consórcio que são essencialmente integradoras e com direcionamento muito claro, são cada vez mais necessárias nas comunidades, integrando os diversos atores da cadeia do café e fazendo com que todos pensem, ajam e ofereçam sua contribuição para o bem coletivo e para o pensamento no futuro. Receber a COFCO para unir esforços é motivo de grande satisfação para todos os componentes e nos direciona a ampliar as nossas visões de atuação devido aos resultados que temos alcançado em Patrocínio”, afirma o presidente.

Dinâmica agregadora e inclusiva

O grande diferencial do CCA é sua capacidade de estabelecer uma parceria que vai além de agregar os setores mencionados, mas também de ser totalmente inclusiva, entendendo as necessidades dos cafeicultores e auxiliando-os a pensar e executar ações de acordo com suas possibilidades.

Com o PIPC – Programa de Investimento no Produtor Consciente, o CCA encontrou o caminho para oferecer serviços especializados para o desenvolvimento ambiental das propriedades da bacia do Córrego Feio em três frentes: restauração, práticas agrícolas climaticamente inteligentes e gestão eficiente dos recursos hídricos. Assim, aderindo a este  Programa, o produtor recebe o PIP – Plano Individual de Propriedade, elaborado pela equipe técnica e especialista do CCA para cada produtor implementar as estratégias específicas de sua fazenda, alinhadas ao grande objetivo da plataforma que é resiliência climática da produção. 

Sobre o Consórcio Cerrado das Águas 

Criado em 2014, em Patrocínio – MG, o Consórcio Cerrado das Águas tem como objetivo conscientizar produtores da região sobre a importância de seus ativos ambientais por meio do diagnóstico e investimento nos mesmos, garantindo sua preservação a longo prazo.

A iniciativa possui como membros associados as seguintes empresas: Nescafé, Expocaccer, Nespresso, Lavazza, Cooxupé, COFCO, além das instituições apoiadoras como

Federação dos Cafeicultores do Cerrado, CerVivo, Imaflora e IEB – Instituto Internacional de Educação do Brasil.

Em 2019, o projeto piloto recebeu do Fundo de Parcerias para Ecossistemas Críticos (CEPF) o valor de US$400 mil para implementar o programa que irá promover, inicialmente, o investimento e a proteção dos ecossistemas naturais encontrados em mais de 100 propriedades ao longo da bacia do Córrego Feio. A quantia é o maior subsídio já concedido pelo CEPF, que conta com exigentes doadores como a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), União Europeia, Fundo Mundial para o Ambiente (GEF), Governo do Japão e Banco Mundial.

Saiba mais acessando http://cerradodasaguas.org.br

______________

Contato para Imprensa

Polliana Dias

Assessoria de comunicação  

C. +55. (34).9.8818-7718

 

Em uma área de atuação composta por 55 municípios e cerca de 4500 produtores, o PIPC já conta com a adesão de 58% dos produtores da bacia do Córrego Feio. Foto: CCA